Postagens

Resolução Apropriada de Disputas - ADRs e o NCPC

Imagem
  PARA INFORMAÇÃOS ACERCA DOS NOSSOS SERVIÇOS CLIQUE EM UM DOS LINKS A SEGUIR: https://go.hotmart.com/T39988131W?dp=1 https://pay.hotmart.com/T39988131W?checkoutMode=10    OU https://www.mediarelegal.com/ Estaremos sempre à disposição para melhor atendê-los!  Grata a todos Caso queria adquirir um Excelente Curso na Área, CLIQUE AQUI Se você deseja se afiliar ao produto oferecido nos links da Hotmart clique aqui e inscreva-se.

Quem pode ser Mediador de Conflitos?

Imagem
Segundo o prescrito nos artigos 9° e 11 da Lei 13.140/2015 , qualquer pessoa capaz, escolhida pelas partes ou pelo Judiciário, pode Mediar um Conflito, atuar como Mediador (voluntário do Poder Judiciário ou profissionalmente), sendo que: o artigo 9°, já citado, refere-se ao profissional Mediador Extrajudicial, àquele com confiança das partes, capacitado, sem vínculos afetivos, sem amizade íntima, tampouco de parentesco - será remunerado por um dos envolvidos ou por ambos (valor por hora(s), previamente ajustado); nesse caso não se exige curso Superior para atuação, apenas capacitação na área - todavia, não poderá atuar no Judiciário, mesmo que queira (será um Profissional Liberal ou vinculado a alguma Câmara de Mediação e Arbitragem ou site especializado no assunto); o artigo 11 da Lei em questão (a 13.140/2015 - que dispõe sobre Madiação), explicita que Mediador Judicial é aquela pessoa capacitada, Graduada há pelo menos 2 (dois) anos em curso Superior  reconhecido pelo Ministério da

Justiça Multiportas ou Multi-door System

Imagem
Os métodos alternativos (mas adequados) de resolução de Conflitos são como um sistema de justiça Multiportas (você "abre" a que mais lhe convém, dependendo, claro, do tipo de litígio).  Criado nos Estados Unidos da América, na década de 70,  logo  se expandiu para o mundo; no entanto, na América Latina e do Sul, foi primeiramente testado e aprimorado na Argentina.   Nós, aqui no Brasil, ainda estamos “engatinhando” nas distintas formas de resolução de conflitos. Isso, mesmo após a vigência do Novo Código de Processo Civil (NCPC - lei 13.105/2015, que entrou em vigor em março de 2016 e explicitou duas dessas formas – Conciliação e Mediação, em seus artigos 165 até   175).   Tanto o citado NCPC, quanto à lei de Mediação foram publicadas em 2015; o NCPC, apesar de publicado primeiro entrou em vigor 3 meses após a lei de Mediação que é a 13.140/2015 – esta passou a valer ainda em 2015, em dezembro daquele mesmo ano. *SEJA UM MEDIADOR DE EXCELÊNCIA, CLIQUE AQUI O  NCP

Mediação de conflitos em tempos de Pandemia

Imagem
Apesar de muitos Tribunais (Justiça em "geral") entrar em quarentena, ou diminuir drasticamente seus trabalhos, especialmente para àqueles que necessitam das partes e Advogados presentes, como no caso das audiências (em Juízo ou as de conciliação e mediação, realizadas pelos CEJUSCs ),  ainda hoje, mais de mês com a epidemia, passando ao nível PANDEMIA , o Brasil segue com a Justiça meio parada, não tomou as providências necessárias (alguns Estados dizem que sim), para que os profissionais do Direito possam continuar trabalhando, sem muito entrave (e sem exposição). Veja bem, com esse discurso não afirmo que a quarentena deva ser 'quebrada', muito pelo CONTRÁRIO, que as pessoas que trabalhavam nos CEJUSCs, continuem trabalhando em suas casas, via teleconferência (esses órgãos tem INTRANET), e que os Juízes, os que puderem, estiverem em casa, mas não forem muito idosos (e estiverem saudáveis), baixe algum programa, ou use o do CNJ para decidir os casos que este

Arbitragem no Brasil, entrevista com Dr. Marcondes Souto da CMARB

Imagem
Este texto não é um artigo comum, tampouco um texto, é apenas uma introdução à postagem de uma entrevista realizada, via videoconferência (pelo #Zoom ), com o Dr. Marcondes Souto, um excelente profissional da Área da Mediação e Arbitragem, atuante no Recife- PE, em sua Câmara denominada CMARB (Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem) . Convido a todos que passarem por aqui a visitar o site dele, lincado acima (e no final), exatamente no nome da Câmara; além disso, convido-os a assistir o vídeo que será anexado no final desta introdução porque é nele que você terá todas as informações acerca do tema Arbitragem. Vale lembrar, em especial para os colegas do Direito, que a Arbitragem e a Mediação não tiram o Advogado do meio, ele é necessário, na Arbitragem é imprescindível, então não há nada com que se preocupar em perder cliente; por isso, sempre reafirmo aos colegas que uma 'coisa' não exclui a outra!   Acreditem, vale a pena aconselhar seu cliente a resolver um conflito qu

Direito Ambiental e Mediação, entenda como e quando pode

Imagem
Este não é um artigo, tampouco um texto onde poderíamos discorrer acerca do tema, trata-se de uma introdução à videoconferência realizada no dia 15 de maio de 2020, onde a Dra. Ana Barbosa, Mestre em Direito Ambiental, Pós graduada em Gestão Ambiental e também Mediadora Restaurativa de Conflitos nos conta como e porque o Direito Ambiental poderia passar, após crivo do Ministério Público, por uma Mediação. A videoconferência foi realizada via ZOOM, onde vários colegas do Direito e da Mediação se fizeram presentes e no final alguns tiraram suas dúvidas acerca do tema em questão. Não percam, foi muito interessante estar presente "mediando", ou seja, realizando a entrada dos presentes, e 'elaborando' grande parte das perguntas. Grata estou por este presente (a presença e conhecimento) que a Dra. Ana Barbosa ofertou ao nosso canal Advogada Elane Souza - Diário de Conteúdo Jurídico. Você pode encontrá-la em:  https://bragabarbosa.jusbrasil.com.br/ https://www.linkedin.com/i

Justiça Restaurativa e Justiça Retributiva complementam

Imagem
Muita gente ainda não entendeu, apesar dos anos de existência, que a Justiça Restaurativa "nasceu" para dar um olhar especial a vítima, desta feita NÃO como uma simples testemunha colaborativa de um processo retributivo, mas como parte essencial (interessada, envolvida e muitas vezes, bem machucada) - 'o olhar', na Restaurativa, vai além de enxergar a vítima  como uma simples testemunha!

Wikipedia

Resultados da pesquisa

PARA RECEBER NOTÍCIAS E ARTIGOS SOBRE MEDIAÇÃO, EM PRIMEIRA MÃO, INSCREVA-SE

Nome

E-mail *

Mensagem *

OBRAS INTERESSANTES

  • Meditações - MARCO AURÉLIO (Imperador romano e Filósofo estóico)
  • La Brevedad de la vida - SÊNECA
  • Inquirídion (Manual de Epicteto), por Flávio Arriano
  • Depredadores Emocionais ou Tóxicos Narcisistas - por Elane Souza

CITAÇÃO DA MEDIADORA

"Legalize mediando, porque mediar é legal" (Por Elane F. Souza - Mediadora Judicial e Extrajudicial )